Tags

, ,

O assunto alimentação/dieta é muito comum entre conversas de amigos, e já que sou nutricionista, muita gente me pergunta como começar uma dieta para emagrecer. Mas não to falando daquela dieta personalizada, onde você procura um nutricionista, ele te pergunta várias coisas, mede outras várias e você sai de lá super empolgado com a sua dieta exclusiva. To falando daquelas “dicas básicas” que as pessoas insistem em me perguntar na mesa do bar.

Posso comer 1 chocolate por dia?

Se eu não comer besteira durante a semana posso me afogar num barril de chopp no sábado?

Se eu tomar só líquido perco 3 kg em uma semana?

Ah, a vizinha da minha tia disse que é bom comer 500g de aspargos por dia, é verdade?

Além disso, desde que inventaram a internet, têm os super power points dizendo o que você deve comer para viver forever. Aí quando eu respiro fundo e tento ser sucinta com uma resposta coerente, a pessoa simplesmente vira pro lado e muda de assunto, afinal estamos em uma mesa de bar né minha gente?

Uma coisa é fato: dieta para emagrecer não é moleza! Eu, mesmo sendo nutricionista e sabendo o que fazer na teoria, estou sempre brigando com a balança. Não é gostoso dizer não a sua sobremesa favorita ou recusar aquela pizza com os amigos. Dá trabalho preparar as refeições, ir ao supermercado com frequência e deixar tudo no esquema para ser saudável. Mas por outro lado, é muito gostoso fazer as pazes com a sua aparência, recuperar roupas perdidas e ter ânimo para fazer tudo o que tem vontade! Então, tenha na memória essas boas sensações na hora que precisar resistir a uma bomba calórica 🙂

Aqui vão 5 dicas básicas para você entrar na sua dieta preparado psicologicamente. Aguenta aí que nos próximos posts te dou as dicas práticas 😉

– Nenhuma nutricionista vai te transformar em um louva-a-deus, e também não é todo mundo que gosta desse padrão de beleza. Avalie o seu corpo com carinho, entenda seus limites, e pare de culpar a genética por não ter pernas longas e finas. Tirando mulheres malas e mal amadas, a maioria das pessoas tende a ver características positivas nas pessoas, então não fique neurótica tentando esconder o que não gosta no seu corpo, pense em mostrar o que mais gosta.

– Não tenha pressa e pense a longo prazo. Tão clichê e tão verdadeiro. Todo mundo quer emagrecer rápido, até porque a festa do final de semana não espera, muito menos sua viagem à praia. Mas pense há quanto tempo você quer emagrecer rápido e não consegue. Se há 6 meses você tivesse planejado perder 500g por mês, estaria 3kg mais magra agora. Parece pouco, mas não é!

– Faça um planejamento da sua dieta. Normalmente a gente já sabe o que vai rolar no fim de semana desde segunda-feira, e se você sabe que será impossível resistir ao churrasco completo no domingo, coma melhor durante a semana, aumente os exercícios, faça uma prece para Nossa Senhora do tanquinho… Sei lá, dê seu jeito fia!

– Não conte a Deus e o mundo que está de dieta, e nem recuse guloseimas com o clássico “não posso, estou de dieta”. Eu não sei o que acontece nessas situações, mas parece que nem todo mundo entende que você está determinado, e muitas vezes nem é por maldade. Aí surgem os comentários “ah, mas só um pedacinho não vai te engordar”, “você não precisa emagrecer”, “depois você corre na esteira”. Realmente, um pedacinho não vai te engordar, mas ela não sabe quantos pedacinhos já te ofereceram.

– Pense no seu corpo como outra pessoa e converse com ele. A loka! Você come como se o mundo fosse acabar, não se mexe nem por reza braba e quer ter corpinho de miss? Acha isso justo? Você precisa deixar o seu corpo feliz para ele te presentear com um six pack e um derrière lisinho 🙂 Avalie, bem sinceramente, se você tem feito isso.

Nos próximos posts falarei sobre alguns tipos de dieta (que não são milagrosas, mas funcionam!) e darei dicas de substituições saudáveis. Se até lá você chutar menos o balde, vai começar o desafio mais levinha 😉

E aí, bora resgatar umas calças do fundo do armário?