Tags

, , , , ,

Quem me conhece sabe que eu sou super branca, bem bicho da goiaba mesmo, e sofri muito bullying na infância por conta disso! Como meu cabelo é escuro, vários meninos me chamavam de Vandinha (Família Addams), e eu ficava muito brava hahaha. Hoje em dia eu continuo sendo bem branquinha, porém mais conformada. Me identifiquei muito com o post da Vic Ceridono onde ela conta que quase nunca toma sol! Preciso de vários dias pra ficar no ponto 🙂

Como eu era uma adolescente bem complexada com a minha cor, assim que surgiram os primeiros autobronzeadores fui logo testando. Comprei meu potinho de ouro, fui pra casa toda animada e tasquei logo o produtinho nas pernas esperando ficar da cor do pecado no dia seguinte hahaha. O resultado foi um desastre total: eu fiquei muito laranja, tipo uma cenoura!! Sem contar que o produto tinha um cheiro super forte e demorava dias pra sair.

Anos depois, na época da faculdade, fui voluntária de uma pesquisa sensorial com autobronzeadores e fiquei feliz com o resultado. Ainda ficava um bronzeado levemente laranja e tinha aquele cheiro característico, mas nada comparado à minha experiência anterior! Era tudo mais suave e o resultado deu pro gasto.

Há uns meses me peguei de novo considerando a ideia de ficar moreninha sem tomar sol. Testei 2 marcas e vim contar minhas singelas impressões pra vocês 😉

LARICOTA - beleza -bronzeador st. tropez e o botic‡rio. Foto: Mo

Foto: Moisés Schini / LariCota

Golden Plus Auto Bronze (Boticário): o medo de amanhecer laranja me perseguia quando comprei o dito cujo, então misturei com um pouco de hidratante antes de espalhar. Usei um hidratante comum, do Boticário também, e achei o resultado bem interessante. Ele tem consistência cremosa, espalha bem, seca num tempo razoável (máx 10 min) e fica um bronzeadinho digno. Ainda rola aquele cheiro típico de autobronzeador e dura até o dia seguinte, mas não achei tão forte. Paguei cerca de R$ 22,00 na loja do Boticário.

Nota 7: poderia secar mais rápido e acabar de vez com o cheiro.

 – Self Tan Bronzing Mousse (St. Tropez): marca inglesa queriridinha no quesito autobronzeamento. Ele tem a consistência de mousse e por isso seca bem rápido. Bem rápido mesmo, tem que espalhar logo ou então vai ficar manchada! Passei um pouquinho de hidratante antes, só o suficiente para o produto seguinte “deslizar”. O bronzeado dele é bem natural, nada de tons laranjas e praticamente sem aquele cheiro estranho! O tom fica mais claro que o do Botica, então precisa passar no mínimo umas 2 vezes para ficar legal. O meu foi comprado na Boots, em Londres, e paguei 30 libras. Não achei pra vender aqui em nenhum site conhecido, então se quiser vai ter que encomendar daquela amiga com viagem marcada 😉

Nota: 9. O tom natural é ótimo, mas poderia ser um pouquinho mais intenso, e ter um preço mais amigável.

Dica importante: use luvas para passar qualquer autobronzeador! Pode ser luva de látex ou aquelas de plástico de pintar o cabelo, sabe? Mesmo lavando bem as mãos depois pode ficar resíduo do produto entre os dedos.

 E você, já testou algum autobronzeador ou prefere tomar sol naturalmente?