Tags

, , , , ,

Como disse no post anterior, vim para NY de férias com o meu namorado. É a minha primeira vez aqui na cidade e to achando tudo muito legal. Além de ter planejado bastante a viagem, NY sempre foi cenário de muitas coisas que nós dois gostamos, então chegar aqui foi realmente muito especial para a gente 🙂

Quero pedir desculpas à todas minhas MariCotas por ter ficado alguns dias sem postar. Aqui tem tanta coisa pra fazer que fica meio difícil postar sempre, mas prometo me esforçar mais e compensar esses dias de atraso com posts caprichados 😉

Vou tentar fazer um “diário” resumido da viagem, assim se você tiver planejando vir pra cá já pode pegar algumas dicas by LariCota. No final de tudo também vai rolar um resumão LariCotês de NY, dicas básicas (e valiosas) sobre como uma boa MariCota deve aproveitar a cidade ;). Você vai descobrir que existe uma NY para todas!

Para começar existem 3 formas de aterrissar por aqui: pelo aeroporto JFK, o Newark e o La Guardia. O JFK é internacional e o maior dos EUA. Fica a 30km de Midtown (o coração de Manhattan), e provavelmente você chegará por ele se vier num vôo direto do Brasil. O Newark é o segundo aeroporto mais importante da região e está localizado no estado vizinho New Jersey. Ele tem vôos internacionais e domésticos, e fica a 30km de Manhattan. Depois de passar dias de olho nas ofertas, nós achamos uma verdadeira bagatela no Submarino Viagens!

Conseguimos uma passagem chegando no La Guardia por R$ 1.400,00 (+ taxas), e como ele fica a 13km de Manhattan, economizamos também no transporte para o hotel. O único porém é que fizemos escala em Washington, mas até que foi bom, porque já passamos pela imigração lá também… sabe como é, sempre me dá borboletas no estômago de pensar na imigração do JFK, uma coisa meio O Terminal hahaha. Para ir ao hotel usamos o shuttle do aeroporto, que é um serviço bem simples e tem em quase todos os lugares. O shuttle normalmente é um ônibus, ou uma van, que vai levando as pessoas ao hotel por um preço fixo (pagamos 26 dólares para os 2). Como fomos os primeiros a ser entregues funcionou praticamente como um taxi, mas foi sorte, poderíamos ter sido os últimos dependendo do lugar do hotel. De qualquer forma eu acho que vale a pena se você não estiver com pressa, fica mais barato que um táxi e o máximo que pode acontecer é demorar um pouquinho.

Sobre o hotel, confesso que eu estava bem com frio na barriga! Como dizem por aí quase sempre é loteria, né? Reservamos pelo booking e escolhemos uma espécie de apartamento (com uma mini cozinha), assim podemos nos sentir mais New Yorkers nesses 11 dias hehe. Bom, Deus ouviu minhas preces e a surpresa foi boa quando chegamos. O apartamento é bem bonitinho, relativamente espaçoso e estava tudo arrumado conforme vimos nas fotos. Mas vou deixar para falar mais do hotel no final da viagem, assim a avaliação será mais fiel, ok?

Por enquanto é isso meninas… volto mais tarde para falar das minhas primeiras compras! Uhuuull

E vocês, estavam com saudades dos posts diários? Eu estava! hihihi

Ps. de beauté: Meu cabelo tá a-d-o-r-a-n-d-o NY gentiiii, tá super brilhoso hahaha. Dá só uma olhada:

Imagem

Foto: LariCota