Tags

, , , , , , , , ,

Desde pequena eu tenho vontade de conhecer Nova York, e como naquela época eu ainda não era uma pessoa consumista (oremos pela minha alma!) eu tinha em mente duas coisas quando pensava na cidade. A primeira eram os musicais da Broadway, que eu sonhava em assistir ao vivo e sentir de perto a magia que tantas pessoas diziam existir. São muitos os musicais da Broadway, e eles acontecem nos mais de 40 teatros espalhados entre a 6ª e 8ª avenidas e as ruas 40 e 57. Alguns dos principais, e que estão há bastante tempo em cartaz, são: Mamma Mia, Chicago, Jersey Boys, O Fantasma da Ópera, O Rei Leão e Mary Poppins.

O meu escolhido foi O Fantásma da Ópera. Aiii, que emoção só de lembrar :). Escolhi esse por gostar da história, por ter adorado o filme e por ser um classicão. Ele é um dos musicais mais antigos da Broadway, está em cartaz há 25 anos e além de NY também é apresentado em outras cidades como Londres, Las Vegas e Singapura. Em NY ele está no Majestic Theatre, que fica na rua 44 entre as avenidas 7ª e 8ª .

Mais uma vez, os chatolinos de plantão não deixaram a gente fotografar dentro do Teatro, então só rolaram uma fotos clandestinas com iphone.

O Teatro Majestic parece simples por fora, mas é bem lindo lá dentro.

O musical é lindo, os atores são muito talentosos, a produção é fantástica, os efeitos são maravilhosos e sem dúvida alguma foi um dos momentos mais emocionante da minha vida ;). Mas é claro que isso é muito relativo, eu falo assim porque sempre desejei muito aquele momento e também porque eu adoro musicais, acho que é uma arte super completa. Já o Moisés (meu namorado) disse que gostou bastante e tal, mas no ápice do romantismo quando o casalzinho canta a música tema no telhado, eu olhei para o lado e ele tava num sono profunnndo hahaha. Se você não gosta de musicais é melhor correr, porque esse é um daqueles que eles cantam quase o tempo inteiro.

Foto no intervalo aproveitando que o Moisés acordou 🙂

Final do espetáculo antes de duas loucas gritarem “no picture”!!!

Quando decidimos viajar e compramos as passagens eu me cadastrei no site BroadwayOffers. É um site de promoções não só da Broadway, mas também dos shows off-Broadway e outros eventos culturais de NY. Depois que você se cadastra  eles ficam te mandando promoções toda semana, e foi assim que eu comprei nossos dois ingressos pelo preço de um ;). Normalmente essas promoções são para dias de semana (nós fomos em uma terça-feira), mas quando se está de férias todo dia é sábado, né? Comprei pela internet, paguei com cartão de crédito e retirei na bilheteria meia hora antes do show. Para retirar foi bem simples também, só mostrei a confirmação da compra impressa junto com passaporte para o vovô da bilheteria. Tanto para retirar o ingresso quanto para entrar no teatro tinha fila, mas era bem organizado e andava rápido. Você também pode comprar o ingresso pelo site oficial que é esse aqui. Os preços variam de $27 a $142 + $2 de taxa, depende do lugar e do dia que você escolher.

Olha A fantasma ae genti!!

Também existem os musicais off-Broadway, que são aqueles apresentados em teatro menores, com uma produção de menos glamour e menos investimento em divulgação. Dizem que algumas tem mais liberdade para experimentos e aventuras, pois não tem aquele foco comercial e no lucro. Por outro lado é essencial que as peças se paguem. Não é comum, mas shows de muito sucesso na off-Broadway podem virar temporadas na Broadway mãe, foi o que aconteceu com Hair, por exemplo. Dessa vez não rolou um off-Broadway na minha programação, mas na próxima ida eu resolvo essa pendência ;).

A segunda coisa que eu sonhava em assistir era um espetáculo de ballet de uma das duas grandes companhias da cidade, o American Ballet Theatre e o New York City Ballet. O American sempre foi meu queridinho, a cia dos meus sonhos e que eu já assisti milhões de vídeos, mas infelizmente eles não estavam em cartaz. Da próxima vez vou planejar uma visita à cidade de acordo com o calendário deles ;). Para a minha alegria, o New York City Ballet começou a temporada de “A Bela Adormecida” um dia antes de voltarmos, e eu fiquei muito contente porque a-d-o-r-o esse ballet! Mais uma vez comprei os ingressos pela internet (no próprio site do NYCB), com cartão de crédito e retirei na bilheteria, o esquema foi simples igual ao musical. Os preços vão de $29 a $155, mais uma vez depende do lugar e dia que for comprar.

Viúva negra na bilheteria esperando o tio pegar meu ticket.

Eu adorei o ballet, achei muito lindo e fiquei (de novo) emocionada em algumas partes. A produção também é maravilhosa, o cenário tem vários efeitos legais e troca toda hora de uma maneira simples e mágica. Os bailarinos eram ótimos e é claro que executaram tudo com muita precisão, afinal eu to falando de uma das melhores cias de ballet do mundo. Mas…. como boa chata de galocha que sou, eu queria aquele “algo a mais”. Aquela sensação super emotiva que te segura na cadeira e depois te leva pra casa querendo mais, sabe? Eu fiquei sim muito feliz de ter ido, achei tudo ótimo e não me arrependo nem um pouco. Porém, contudo, todavia… ainda sonho com uma noite iluminada vendo o American Ballet e os quatro brasileiros que nela dançam. ABT, você tem uma missão!

O espetáculo foi no Lincoln Center, que é a “casa” do New York City Ballet. A fachada do Teatro aparece várias vezes no filme Cisne Negro, e foi de lá também que a musa Natalie Portman tascou seu atual marido hahaha. O Benjamin Millepied era coreógrafo e bailarino principal do NYCB quando eles se conheceram durante as gravações.

Lincoln Center

Voltei de NY muito feliz de ter conseguido assistir as duas coisas que queria tanto! Da próxima vez quero assistir um musical diferente, um off-Broadway e o ballet do meu amado ABT.

Bailarinos lindos agracendendo minha ilustre presença. Brigada genti 🙂

Fotos: Moisés Schini / LariCota ©

E você, faria um desses programas culturais?