Tags

, , , ,

Washington crossing the Delaware, 1851 – Emanuel Leutze. (Foto: Moisés Schini / LariCota)

Não é todo mundo que gosta de museu, né? Eu, muitas vezes, acho meio irritante ver arte moderna e aquelas obras que eu faria aos 3 anos de idade. Por outro lado fiquei encantada com os museus que conhecemos em NY, o Metropolitan e o Museu de História Natural. A cidade tem diversos tipos de museus, e uma boa forma de escolher qual você quer visitar é baixando o app “NYC Museum Guide” que falei nesse post aqui. Os nossos escolhidos foram:

American Museum of Natural History (AMNH)

Bate papo com o urso polar.

O museu é enorme e bem interessante, então reserve umas boas horas para a visita. Lá você encontra dioramas com animais empalhados de várias partes do mundo, e são todos muito bem feitos, parece super real quando a gente chega perto!

LARICOTA, Viagem, NY,  Museu de História Natural, Foto- Moisés Schini 2013-02-05-2

Fotos: Moisés Schini / LariCota

Também tem réplicas grandes e as exposições bem auto-explicativas, então é um museu legal para crianças e para aqueles que não “gostam muito de museu”.

Eu adorei a seção dos minerais, tem pedras preciosas do mundo todo incluindo vários do Brasil. #AchoChique. Achei a parte dos dinossauros bem legal! É bem engraçado tirar foto com um T-rex, muito coisa de filme :). Eles são bem do tamanho que eu imaginava vendo as fotos, já o Moisés achou que fossem maiores (homens e suas manias de grandeza hahaha). Você pode fazer visitas guiadas ou então baixar o app que falei aqui para ir se orientando.

LariCota em: Uma noite do museu (Fotos: Moisés Schini)

Preço do ingresso para adultos (sugerido): $19

Metropolitan Museum of Art (MET)

Meus 3 favoritos: The daughters of Catulle Mendès, Renoir (esq); The dancing class, Degas (em cima) e Water Lilies, Monet (embaixo).

Lindo, lindo, lindo e o meu favorito até agora! O MET também é super grande e tem exposições bem variadas, então mais uma vez reserve um bom tempo para ver tudo com calma. Diria que vale até mais de um dia, porque assim fica menos cansativo.

Eu fiquei muito encantada com a bailarina do Degas, é linda!

Minha parte favorita foi a “European Paintings”, onde estão obras lindas de Degas, Renoir, Monet, Van Gogh e muitos outros. Mas também gostei de muitas outras galerias como a “Photographs”, “The American Wing” e até simpatizei com a “Modern and Contemporary Art” de lá.

Os preferidos do Moisés: Shoes e Wheat Field with Cypresses, ambos do Van Gogh.

Preço do ingresso para adultos (sugerido): $25

Além do acerto fantástico, o MET também tem um restaurante ótimo! Nós almoçamos lá e estava delicioso. Pedimos um daqueles “menu degustação”  que inclui entrada, prato principal e sobremesa, e saiu $34 por pessoa. Você pode sentar de frente para a galeria do museu ou para uma parede de vidro com vista do Central Park, não tem escolha ruim.

Prato principal do almoço. A foto da entrada não ficou boa, e como sou muito formiga esqueci de fotografar a sobremesa. (Foto: Larissa / LariCota)

Os dois museus ficam em frente ao Central Park e dá para ir de metrô. Tinha wi-fi disponível nos dois, mas só conseguimos navegar bem no MET, o AMNH só tinha sinal bom no saguão principal. Ah, também pode tirar foto nos dois museus, mas sempre sem flash #TodasAgradece.

Dica da LariCota: O preço sugerido é o que eles consideram “justo” para você visitar o museu, mas você pode pagar menos ou mais. Se você acha que o justo é não pagar nada (sempre tem alguém né???) não vai rolar,  obrigatoriamente tem que pagar alguma coisa, mas dá para escolher o valor. O funcionário não vai explicar isso na hora que você for comprar o ingresso, ele provavelmente vai te falar o valor inteiro, mas está escrito e se perguntar ele confirma: o preço é sugerido! Essa dica não é pra todo mundo sair pagando $1 dólar nos museus e falar que é culpa do blog LariCota, mas ela pode ser valiosa se você tiver fazendo a viagem com pouca grana e quiser conhecer vários museus. De repente você paga um pouquinho menos em dois museus e consegue conhecer um terceiro ;).