Tags

Já que hoje é dia dos pais, nada mais justo do que começar esse post desejando um feliz dia a todos os pais legais que existem por aí! E como o meu é o pai mais legal do mundo, resolvi dedicar o post de hoje exclusivamente a ele ;).

LariCota, pai

Eu poderia ficar aqui elogiando o meu pai em várias linhas e dizendo o quanto ele é maravilhoso na minha vida e da minha irmã. Mas achei que isso não seria muito original, pois é o que provavelmente todo mundo vai fazer nas redes sociais, sites e internet de um modo geral. Então resolvi escrever um post falando 5 coisas que meu pai me ensinou e que fazem de mim uma pessoa melhor (pelo menos na minha opinião hehe).

1. Planejar é preciso

Meu pai a-d-o-r-a uma planilha e é o rei dos planejamento com antecedência! Ele faz planilha para tudo e com vários cenários diferentes (pessimista, provável e otimista hahaha). Eu não sou tão dedicada ao excel assim, deixo as planilhas para planejamento de viagens, mas listinhas de afazeres… sou viciada! Faço lista de resoluções no início do ano, de supermercado, de pendências do dia a dia, de tarefas do trabalho, de coisas que não posso esquecer, de assuntos para postar, de contas pra pagar, dos filmes/livros que li no ano, e de muitas outras coisas! Eu acho que isso facilita demais a vida, e ainda rola uma emoção intensa cada vez que risco um item da lista ou vejo que segui todas as previsões de uma planilha.

2. Refeições em família

Meu pai não é do tipo que exigia a nossa presença nos almoços de domingo, mas sempre que estamos em casa ele gosta que todos sentem juntos à mesa. Aqui em casa nunca teve aquela cena de cada um comendo num canto da casa, assistindo TV, no computador ou qualquer outro cenário conturbado. Se estamos todos em casa, fazemos as refeições juntos, e com a TV desligada. Acho isso legal e saudável, resgata um pouco daquele momento onde todos se reúnem e acabam comentando coisas simples da vida.

3. Parcelar somente quando necessário

Assim como o meu pai, eu odeio parcelar compras! Não me entendam mal, é claro que não estou falando de itens caros que ultrapassam muito o salário mensal, quase ninguém compra um carro ou uma casa à vista, por exemplo! To falando daquelas compras básicas de supermercado, roupas, presentes e outras coisinhas mais. Nós partimos do princípio que se não dá para pagar de uma vez, é melhor esperar  e comprar quando der. Ano passado eu caí na besteira de comprar um tênis parcelado em 10 vezes, e depois de uns 3 meses eu não aguentava mais ver aquele valor pingado na fatura do meu cartão haha. Acho muito estranho olhar um item ficando super usado e pensar que você ainda nem acabou de pagar! Me arrependi e prometi a mim mesmo que só vou parcelar (o mínimo possível) quando forem valores realmente altos para o meu orçamento.

4. Rotina é fundamental

Meu pai é super a favor da boa e velha rotina, seja ela qual for. Ele acha que a gente sempre tem que ter uma atividade básica para direcionar o dia e a vida. Quando o meu namorado morou fora por um tempo, eu fui visitá-lo nas minhas férias da faculdade e fiquei lá por quase dois meses. Lembro do meu pai falando que eu precisava de uma atividade para todos esses dias, afinal o Moisés continuava trabalhando. Acabei me matriculando em uma academia para compensar as gordices, e no final das contas vi que ele tinha razão. Eu acabava ficando bastante tempo sozinha e o exercício ajudou a ocupar um período do dia, além do fato de ter sido bem curioso frequentar uma academia na Coréia do Sul!!

5. Educação é o melhor caminho para o sucesso

Em tempos onde a criatividade e inovação estão tão presentes, tem gente que simplesmente esquece da básica educação. Entendo que isso depende muito do perfil de cada um e da sorte que a vida te proporciona, mas aquele caminho tradicional de escola + faculdade + emprego assalariado ainda funciona para muita gente, e foi o que funcionou para o meu pai. Assim como ele, eu não tenho um perfil empreendedor, e com o tempo fui percebendo que nós temos o mesmo estilo. Os conselhos dele sempre foram voltados para o caminho da educação, e assim como ele teve sucesso, sinto que posso ter também. No meu caso, foi positivo enxergar isso, pois sinto que hoje em dia todo mundo quer inventar algo novo ou abrir um super negócio, mas tenho um exemplo em casa de que ainda é possível realizar seus sonhos usando o “combo” tradicional. Também acho que educação (em todos os sentidos) sempre vai te acrescentar algo legal, seja o conhecimento, novos contatos ou simplesmente uma realização pessoal.

Com certeza meu pai me ensinou, e ainda me ensina, muitas outras coisas, mas achei que 5 itens básicos já estão de bom tamanho para um post informal e descontraído. Então aqui vai o meu agradecimento ao meu pai tão bonzinho :).

Obrigada por nunca ter me obrigado a fazer nada, mas por sempre me apontar um caminho. Obrigada por me incentivar e ajudar enquanto eu desistia, e por me acordar enquanto eu sonhava alto demais. Obrigada por tanto carinho, dedicação e por tantas boas oportunidades na vida. Você é o melhor, pelo menos pra mim :).

E você, o que aprendeu com o seu pai?!